Minha Experiência – Roacutan – Parte 1

Oie pessoal tudo bem?

Hoje resolvi compartilhar com vocês a minha experiência com o Roacutan, mas para poder explicar melhor, temos que voltar um pouquinho no tempo.

Desde que entrei na adolescência as espinhas começaram a surgir, mas em pequenas quantidades, nada que me incomodava muito, sempre passava um creme ou ácido e elas sumiam. O que realmente me incomodava eram os cravos, mas as limpezas de pele super ajudavam, portanto eu via esses efeitos no corpo como algo normal, nada com o que eu devesse me preocupar.

foto 1

No começo desse ano, mas precisamente em fevereiro começaram a surgir muitas espinhas no meu rosto e não eram nada parecidas com as anteriores, eram grandes e internas, doíam muito e deixavam a região bem roxa e avermelhada. Comecei a ficar assustada e procurei um dermatologista.

foto 2

No começo tentamos ácido, mas quando a dosagem era fraca não surtia efeito algum, mas quando a dosagem era mais forte em menos de uma semana o meu rosto ficava como se estivesse me carne viva devido minha pele ser extremamente sensível. Portanto fiz os exames de sangue para verificar se podia tomar Roacutan.

E hoje depois de quase 2 meses começo a ver a diferença.

foto 3

Óbvio que existem vários efeitos colaterais, mas o meu caso já estava crítico ao ver da minha então como os exames disseram que eu podia tomar o remédio resolvi tentar.

IMG_1848

Hoje eu carrego comigo uma necessaire com vários produtos que me ajudam no meu dia a dia devido aos efeitos colaterais do remédio.

Primeiro hidratante facial e muito protetor solar, pois são essenciais para proteger a pele, depois temos Colírios e Rinosoro para manter os olhos e o nariz hidratante devido ai ressecamento. E por último vários protetores labiais, porque sou daquelas que vive perdendo ou esquecendo em algum lugar. O mais engraçado é que contei para vocês no post de batalha de lip balm que não curtia muito o carmex, mas é ele que tem salvado a minha vida, meus lábios ficam tão ressecados e quentes que ele super alivia.

E uma dica bem legal para quem começa o tratamento no inverno assim como eu é usar vaselina no nariz, ela ajuda a manter ele hidratado e evita que sangre durante o dia.

IMG_1852

O meu tratamento vai durar em torno de 6 meses e minha médica sempre ressalta que não podemos engravidar devido aos inúmeros efeitos que esse remédio pode causar, portanto todo cuidado é pouco, porque até assinar documentos informando isso devemos fazer.

Mais uma coisa muito interessante é que agora você pode retirar o Roacutan pelo SUS, pois cada caixinha custa em torno de R$ 70,00 o genérico e R$ 150,00 o normal.

Se vocês quiserem informações mais específicas sobre o tratamento é só deixar nos comentários suas perguntas ou sugestões para um próximo post.

Lembrando que essa é a minha experiência e eu não sou médica para dizer o que é certo ou errado fazer, sempre consulte um dermatologista.

Espero muito que vocês tenham gostado do post de hoje, se gostaram não se esqueçam de curtir aqui embaixo e compartilhar com seus amigos para ajudar na divulgação.

Beijinhos e até a próxima :*

Instagram | Facebook

Anúncios

10 comentários em “Minha Experiência – Roacutan – Parte 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s